Um punk chega à cidade

Ano - 1982. Faltando pouco tempo para completar 18 anos, o garoto Eládio Teles veio de Santos para morar em Goiânia. O que mais lhe impressionou foram as praças e a quantidade de espaços livres pelas ruas de sua nova casa. Principalmente, quando comparada com sua cidade natal, "que só cresce pra cima". Com ideal anarco-punk na cabeça, o visual de acordo e uma guitarra na mão, Eládio trouxe novidades para a ainda jovem capital goiana.

Grande parte dos roqueiros locais só tinham visto "punks de verdade" em revistas. Apesar disso, e ao contrário do que talvez pudesse imaginar, o santista encontrou uma cena de rock em Goiânia. Em pouco mais de uma semana, já estava tocando em uma banda, a Sexta 13. E, aos poucos, foi conhecendo o pequeno, mas eminente, underground local.

Ao chegar, Eládio conta ter encontrado já várias cenas ocorrendo em paralelo, com influências diversas. Havia a galera do hardcore, do metal e do new wave. O primeiro show de rock que assistiu foi na Praça Cívica, local onde ele começou a vender camisetas de rock. Quando ele mesmo não as fabricava, com uma serigrafia improvisada em sua própria casa, o jovem punk as trazia de Santos.

Eládio considera que o estouro da música sertaneja ajudou a profissionalizar os músicos em Goiás e, consequentemente, a impulsionar a cena de rock. Essas e outras idéias desse paulista/goiano você poderá ouvir logo com a inauguração do site. Por enquanto, aquele trechinho:

 

Eladio punk 
Postado em 01/06/2011 às 16h53

 

COMENTÁRIOS

*Comente este texto:
*Seu nome:
*E-mail (não será publicado):
Site (inclua o http://)
*Preencha a resposta:

* campos obrigatórios. Os comentários são mediados, portanto, aguarde a liberação.

Seja o primeiro a comentar! Use o formulário acima e participe!



 

Seu nome:

Seu email:


 


Licença Creative Commons2011 GOIANinROCK. O Portal do Rock Independente de Goiânia.
Compartilhe à vontade, mas mantenha os créditos